O que é Crowdfunding?

Você já teve uma ideia que considerou incrível, mas não conseguiu levar adiante por não ter dinheiro para colocá-la em prática? Se respondeu sim, não se envergonhe.

No Brasil, boa parte das empresas, principalmente as micro e pequenas, tem muita dificuldade de se financiar, em parte porque o acesso ao crédito é bastante complicado. “E caro”!

A burocracia impede muitas pessoas, tanto físicas quanto jurídicas, de acessar aquele recurso que faria a diferença entre empreender com sucesso ou não.

Para esses casos nasceu uma ferramenta que tem se tornado cada vez mais popular: o crowdfunding. Você sabe o que é isso? Para ajudar a explicar tudo sobre ela, preparamos o texto abaixo. Confira.

O que é crowdfunding?

O crowdfunding é uma forma de financiamento público onde uma pessoa ou empresa consegue arrecadar dinheiro para tocar seus projetos, com uma grande diferença: a fonte do dinheiro.

Ao contrário das ferramentas tradicionais, onde quem empresta é o banco, no crowdfunding, quem financia essas iniciativas são pais, amigos, familiares, desconhecidos ou, por que não, os consumidores daquele produto ou serviço.

As campanhas de financiamento são criadas em plataformas específicas para esse fim e divulgadas para a comunidade virtual.

 

E muito importante ressaltar que a modalidade de Crowdfunding e regulado pela CVM, só pode fazer captações, plataformas autorizadas pela autarquia.

 

Aqui, cabe destacar que o crowdfunding pode ser usado não apenas para a expansão de um negócio.

É bastante comum, aliás, que a iniciativa seja utilizada para o financiamento de ações sociais, artísticas ou de campanhas ambientais.

Um ponto que costuma atrair bastante quem escolhe o crowdfunding para financiar sua empresa é que esse tipo de arrecadação elimina o intermediário, já que os fundos são liberados diretamente por quem vai consumir aquele produto.

Tipos de crowdfunding

Agora que você já sabe o que é o crowdfunding, você sabe como ele funciona? Embora existam diversas plataformas que viabilizam esse tipo de financiamento, com regras próprias, a iniciativa tem uma forma comum, que é a criação de uma defesa, ou dos motivos pelo quais um projeto deve ser financiado pela coletividade.

Em geral, essa defesa é feita com um vídeo ou um texto de apresentação, onde aquele que está pleiteando os recursos informa o valor que gostaria de arrecadar, o período em que a arrecadação será realizada e quais serão as recompensas para cada quantia recebida do público.

Ao ser aceita, a campanha não é divulgada magicamente pela ferramenta. Ao contrário. É o autor da ação quem fica responsável por espalhá-la ao mundo.

Aqui entram as redes sociais. Com seu grande alcance, elas são a principal forma de divulgação dessas campanhas. Prova disso é que conseguimos ver diversos pedidos de financiamento na internet.

Mas, além destes tipos, existem outros, que listamos abaixo.

Doações

Nas doações, não há qualquer tipo de retorno para quem investe em uma causa. Esse tipo de financiamento é comumente utilizado por ONGs.

Equity

Aqui, quem contribui com o projeto recebe um share da companhia em que está investindo caso o projeto tenha êxito. Além desta alternativa de crowdfunding existe a recompensa.

Inovadora, essa proposta também oferece uma vantagem financeira àqueles que acreditaram na ideia e decidiram investir naquele projeto logo em seu inicio, já que quando as empresas chega na Bolsa de valores B3, o seu valuation já e digamos “elevado”, a maior parte dos sócios/investidores do inicio teve o seu exit com sucesso e um grande lucro!

O investimento via Crowdfunding e liberado para todos os públicos, ou seja, não importa a sua renda, se e pessoa física ou judica, você pode se tornar sócio de projetos inovadores em seu estagio inicial em um mercado regulado pela CVM, ou seja, nada de “pirâmide”.

Mas, atenção, apesar de liberado não significa que não tenha plataforma “empurrando”, empresas ruins para captar e em valores elevados, isto digamos que e regulado pelo mercado, se a empresa for ruim, jamais invista seu dinheiro, leia bem o balanço da empresa, veja quem são os fundadores, plano de negócios, mercado e etc.

Visits69

Deixe um comentário